Notícias

Presidente da FGM participa de plenária com ministros durante a XX Marcha

Logo após a abertura oficial da XX Marcha, o presidente Haroldo Naves, participou de plenária com ministros de Estado. Durante o debate os presidentes de entidades municipais e vários prefeitos mostraram os problemas que as prefeituras tem enfrentado com o financiamento de programas federais realizado pela maioria das prefeituras brasileiras. Para os gestores, os municípios estão redirecionando recursos próprios para complementar os programas ofertados pela União.

Para o presidente da FGM, Haroldo Naves, as prefeituras têm sofrido bastante com o subfinanciamento de programas federais, como já vem sendo alertando pela própria entidade municipalista e também pela CNM. Um exemplo é o que aborda o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, que exemplificou o caso do Programa Saúde da Família. “O governo federal estabelece as regras e o número mínimo de profissionais, mas repassa só cerca de R$ 10 mil por equipe do programa, enquanto o custo de cada uma em algumas cidades chega a R$ 50 mil a R$ 60 mil”, disse.

Durante a plenária um dos ministros participantes, Osmar Terra, do Desenvolvimento Social e Agrário, falou aos gestores sobre os programas federais de responsabilidade da pasta, como o programa Criança Feliz, o Bolsa Família, o Benefício de Prestação Continuada, a inclusão produtiva rural entre outros. Para o presidente Haroldo Naves, é importante alertar aos gestores que realizarem contas antes de aderirem a alguns programas federais. “A maioria das prefeituras está tendo problemas com os subfinanciamentos, o que tem sufocado as gestões, são muitas exigências e custos altos,  principalmente para municípios pequenos que são a maioria em Goiás” pondera.

Outro ministro que participou da plenária foi o de Cidades, Bruno Araújo, que expôs dados e informações sobre iniciativas de responsabilidade, como os Programas Minha Casa, Minha Vida e o cartão reforma.

Etiquetas
Get a prescription online