Conferência sobre equidade no trabalho, na educação e na comunicação na saúde acontece em julho

Com o tema ‘A equidade no trabalho, na educação e na comunicação na Saúde’, a 1ª Conferência Livre Nacional de Equidade no Trabalho, na Educação e na Comunicação na Saúde (1ª CLNE) será realizada no dia 9 de julho. As inscrições para participação online no evento podem ser realizadas até o próximo dia 3, pelo endereço eletrônico.

O evento, voltado à reflexão sobre equidade no trabalho, na educação e na comunicação na saúde, será realizado por movimentos sociais que compõem a Comissão Intersetorial de Políticas de Promoção da Equidade (CIPPE) do Conselho Nacional de Saúde (CNS), em parceria com a Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde (SGTES). Sugestões de diretrizes e propostas para a 1ª CLNE poderão ser inseridas no formulário eletrônico até às 18 horas do dia 27 de junho.

Equidade na saúde

Entre os propósitos da 1ª CLNE está a discussão de diretrizes e propostas para o aperfeiçoamento do Programa Nacional de Equidade de Gênero, Raça, Etnia e Valorização das Trabalhadoras no Sistema Único de Saúde e das práticas de promoção da equidade em saúde, tendo em vista a garantia da implementação das ações de promoção da equidade e valorização de trabalhadoras e trabalhadores do SUS. O programa, coordenado pela SGTES, faz parte do compromisso assumido pelo governo federal de enfrentamento às desigualdades de gênero e raça, reconhecendo o papel do Estado como promotor e articulador de estratégias e políticas públicas que buscam combater desigualdades sociais ainda presentes no país.

Também entre os assuntos da discussão está o tema “democracia, trabalho e educação na saúde para o desenvolvimento: gente que faz o SUS acontecer”, da 4ª Conferência Nacional de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (4ª CNGTES), a ser realizada de 10 a 13 de dezembro.

Representantes de segmentos da sociedade identificados com a luta pela equidade no mundo do trabalho, educação na saúde e mobilizadas na construção de um Sistema Único de Saúde (SUS) amplo, integral e igualitário, participarão do evento. Durante o encontro, serão formados grupos para debater e aprovar diretrizes e propostas com base no Relatório Consolidado das Diretrizes e Propostas, construídas a partir das sugestões recebidas no formulário eletrônico.