Página Inicial | Webmail | Acesso Restrito | Fale Conosco
Desenvolvido por: SIGEP - Sistema Integrado de Gestão Pública


Nossa FORÇA vem dos MUNICÍPIOS



Congresso derruba vetos da Lei que institui a Política Nacional por Pagamentos de Serviços Ambientais

Publicado em 22/mar/2021


A Câmara dos Deputados e o Senado Federal derrubaram em sessões do Congresso, a maior parte dos vetos presidenciais à Lei 14.119/2021, que institui a Política Nacional por Pagamentos de Serviços Ambientais (PNPSA). A Federação Goiana de Municípios avalia que a derrubada dos vetos é positiva, pois garantiu a governança e transparência do programa federal, além de melhorar a participação dos Municípios na política.

A Lei trata do pagamento – monetário ou não – por serviços que ajudem a conservar áreas de preservação. Os vetos derrubados foram relacionados à criação de cadastros e de um órgão colegiado para a Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais (PNPSA). Outro ponto foi a criação de um órgão colegiado para propor prioridades e critérios de aplicação dos recursos do programa e avaliá-lo é importante para a governança.

O veto à criação de um Cadastro Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais (CNPSA) para reunir os contratos de pagamento e outros dados, como programas e projetos referentes ao Plano Nacional, também foi derrubado. O Cadastro garante transparência, com registro das áreas potenciais e os respectivos serviços ambientais prestados, das metodologias e informações sobre planos, programas e projetos. Este trecho também prevê a integração de dados nas esferas federal, estadual e municipal e o acesso público a informações.

Outro veto derrubado foi em relação à possibilidade da utilização dos recursos decorrentes do pagamento por serviços ambientais em unidades de conservação. O órgão ambiental competente poderá decidir a destinação dos recursos em atividades de regularização fundiária, elaboração, atualização e implantação do plano de manejo, fiscalização e monitoramento, manejo sustentável da biodiversidade e outras vinculadas à própria unidade, consultado, no caso das unidades de conservação de uso sustentável, o seu conselho deliberativo.

A FGM acompanha a votação sobre os vetos aos incentivos fiscais, que será realizada em sessão futura do Congresso Nacional. Os benefícios fiscais serão fundamentais para atrair os diferentes setores da economia para a agenda de pagamentos por serviços ambientais. Os incentivos fiscais e outros retirados do texto poderiam atrair novas fontes de recursos por meio, principalmente, do setor privado.

Fonte: FGM 


Compartilhar




 






















Parceiros




Filie-se


    Contatos


    E-MAIL: fgm@fgm-go.org.br
    TELEFONE: Geral (62) 3999-7450
    Rua 102 – nº 186 – no Setor Sul Goiânia – Go

    Fale Conosco


    Copyright © 2017-2019 - Todos os direitos reservados | FGM - Federação Goiana de Municípios