Goiânia recebe o 14º Encontro Regional 2024 do TCMGO

  • por

O Tribunal de Contas do Estados de Goiás (TCM-GO) promoverá no dia 26 de junho, das 7h às 18h, no Auditório Carlos Vieira, na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), o Encontro Regional 2024 – Finalização de Mandato: Vedação e Responsabilidades dos Agentes Políticos, em Goiânia. O encontro tem como foco a orientação de agentes políticos e gestores municipais para Finalização de Mandato para as Eleições Municipais de 2024.

A programação inclui palestras e painéis com especialistas e autoridades, destacando a importância dos cuidados necessários na finalização dos mandatos e preparativos para as eleições. Haverá ainda uma palestra especial com o advogado, escritor e professor Samer Agi, que compartilhará suas experiências e aprendizados como ex-juiz de direito e ex-delegado de polícia.

Também serão abordados temas como a Primeira Infância, Inclusão e Capacitismo, com a participação do primeiro conselheiro jovem com deficiência da Unicef no Brasil, influenciador digital goiano João Vitor de Paiva Bittencourt.

O presidente do TCMGO, conselheiro Joaquim de Castro, afirma que o Encontro Regional 2024 é uma oportunidade essencial para garantir que todos os agentes políticos estejam bem-preparados para as próximas eleições e cumpram suas responsabilidades legais no encerramento de seus mandatos.

“Abordaremos temas cruciais como a gestão fiscal, as condutas vedadas, o processo de transição de governo e diversos outros assuntos que orientarão os agentes políticos e gestores para que estejam bem-preparados para evitar irregularidades e cumprir com suas obrigações legais. Estamos empenhados em proporcionar uma orientação clara e eficaz”.

O conselheiro-diretor responsável pela região em que será sediado o evento, Fabrício Motta, destaca a relevância dos encontros regionais para os gestores públicos. “O Encontro Regional é uma oportunidade para que os gestores públicos aprendam e tenham contato com temas relevantes, especialmente neste ano, relacionados à finalização dos mandatos. É crucial para aqueles que estão saindo e para os que pretendem se candidatar, para que estejam cientes das restrições e obrigações especiais da legislação, evitando futuras punições ou sanções pelo tribunal”, afirma Fabrício Motta.

Confria a programação

Faça aqui sua inscrição