Página Inicial | Webmail | Acesso Restrito | Fale Conosco
Desenvolvido por: SIGEP - Sistema Integrado de Gestão Pública


Nossa FORÇA vem dos MUNICÍPIOS



Governo disponibilizara recurso para produtores goianos terão R$ 18 bilhões para financiamentos no Plano Safra 2020/2021

Publicado em 26/jun/2020


A Federação Goiana de Municípios (FGM) informa aos gestores que recursos para produtores goianos está disponível e crédito será oferecido em diversas modalidades, incluindo investimentos na agricultura familiar, seguro rural, sustentabilidade e inovação. O Governador Ronaldo Caiado comunicou no dia 24 de junho, que deve receber R$ 18 bilhões, em Goiás, disponibilizados em financiamentos aos produtores a partir de 1º de julho. O anúncio dos recursos foi realizado na solenidade de lançamento do Plano Safra 2020/2021.

A expectativa e que o Plano Safra 2020/2021 injete cerca de R$ 18 bilhões na economia, contribuindo para que o Estado cresça a produção, que foi de 26,7 milhões de toneladas de grãos para a safra 2019/2020, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), gerando mais empregos e renda.

Na Agricultura Familiar são representadas cerca de 62,9% dos estabelecimentos rurais goianos. E com o aumento do crédito o Programa de Seguro Rural e o Plano Nacional devem receber recursos de 1,3 bilhões, com maior orçamento para apólices, área e valor. E garantia que os produtores terão para permitir seu planejamento a longo prazo, dando segurança diante dos riscos.

Dados do setor

Segundo o último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado no dia 9 de junho, Goiás é hoje o terceiro maior produtor de grãos do Brasil, com expectativa de produção de 26,7 milhões de toneladas para a safra 2019/2020, em uma área superior a 6 milhões de hectares. A taxa de crescimento na produção é superior à média nacional. Enquanto no Brasil a produção está estimada em 250,5 milhões de toneladas e aumento de 3,5% em relação à safra 2018/2019, em Goiás a produção de 26,7 milhões de toneladas representa aumento de 8,7% em relação à safra anterior. O Estado tem ainda percentual de crescimento superior à da região Centro-Oeste, que está estimada em 8,6%, e 120,8 milhões de toneladas colhidas.

Considerando as principais culturas e as estatísticas divulgadas pela Conab e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Goiás é hoje o primeiro lugar na produção de tomate (1,13 milhões de toneladas) e de sorgo (1,34 milhões de toneladas); segundo lugar na produção de cana-de-açúcar (75,78 milhões de toneladas) e girassol (31,4 mil toneladas) e na criação de bovinos (22,65 milhões de cabeças). Além de ser o terceiro lugar na produção de grãos, também ocupa a mesma colocação na produção de soja (12,46 milhões de toneladas), milho (12,27 milhões de toneladas) e caroço de algodão (100,2 mil toneladas). Aparece, ainda, como destaque sua produção de feijão (320,7 mil toneladas) e de leite (3,08 bilhões de litros), o que faz do Estado o quarto lugar nessas produções no ranking nacional.

Retorno em emprego e renda

Se observado o retorno financeiro dessa produção para a economia, temos o Valor Bruto de Produção Agropecuária (VBP), em Goiás, como o quinto maior entre os estados, chegando a R$ 56,9 bilhões – que corresponde a 8,1% do VBP nacional que está estimado em R$ 703,8 bilhões – segundo a última atualização da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O valor representa crescimento de 9,8% em relação ao ano anterior e a variação de crescimento também é superior à média nacional, que foi de 8,5%. Separado por categoria, em Goiás, o VBP da Agricultura está estimado em R$ 38,2 bilhões (crescimento de 13,3% em relação a 2019), enquanto o da Pecuária está estimado em R$ 18,7 bilhões (aumento de 3,4% em relação ao ano anterior).

Os números se refletem também nas exportações do agronegócio. Segundo os últimos números divulgados pelo Ministério da Economia, o agronegócio goiano exportou 2,45 bilhões de dólares e representa 79% das exportações do Estado. O valor representa, ainda 5,8% da participação do agro goiano em relação ao que é exportado pelo Brasil.

Toda essa movimentação se transforma em geração de emprego e renda nos municípios goianos. O Produto Interno Bruto goiano (PIB) tem estimativa de crescimento de 3,4% no primeiro trimestre do ano, em comparação ao mesmo período de 2019 e o grande destaque se dá em relação ao setor da agropecuária, cuja estimativa aponta para crescimento de 18,0% no Estado no mesmo período, enquanto no País o setor teve crescimento de 1,9%.

Acesse aqui a apresentação do Plano Safra 2020/2021 em Goiás.

Fonte: FGM com dados SEAPA.


Compartilhar




 






















Parceiros




Filie-se


Contatos


E-MAIL: fgm@fgm-go.org.br
TELEFONE: Geral (62) 3999-7450
Rua 102 – nº 186 – no Setor Sul Goiânia – Go

Fale Conosco


Copyright © 2017-2019 - Todos os direitos reservados | FGM - Federação Goiana de Municípios