Página Inicial | Webmail | Acesso Restrito | Fale Conosco
Desenvolvido por: SIGEP - Sistema Integrado de Gestão Pública


Nossa FORÇA vem dos MUNICÍPIOS



Cidade de Goiás recebe oficina ortopédica

Publicado em 29/set/2017


Nos dias 2 a 5 de outubro, de segunda a quinta-feira, a população da cidade de Goiás vai receber os serviços da oficina ortopédica itinerante terrestre. Os atendimentos serão realizados no Centro Especializado em Reabilitação (CER), local onde o caminhão ficará instalado. A ação é uma iniciativa do Ministério da Saúde – Programa Viver sem Limites, através da Secretaria da Saúde de Goiás (SES-GO), com a gerência técnica do Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (CRER).

A prestação dos serviços acontece em um caminhão adaptado à produção de órteses, próteses, coletes ortopédicos, calçados para pés neuropáticos e permite, ainda, a confecção de adaptações, ajustes, e alguns consertos em dispositivos já utilizados pela população, cujo acesso à oficina ortopédica fixa do CRER é comprometido pela distância e/ou regulação dos serviços. Cadeiras de rodas, muletas, bengalas e andadores não serão dispensados pela unidade itinerante. Para esses itens, as pessoas devem procurar a Secretaria de Saúde do Município.

A cidade de Goiás é o segundo município que vai receber os atendimentos da oficina ortopédica itinerante. Os serviços iniciaram no mês de agosto na cidade de Ceres, e em apenas 05 dias a oficina ortopédica itinerante realizou 306 atendimentos e dispensou 467 dispositivos ortopédicos. O atendimento é integralmente ofertado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ao todo, dez caminhões foram distribuídos pelo Ministério da Saúde em todo o Brasil.

O caminhão adaptado percorre cidades do Estado de Goiás, sendo prioritárias inicialmente, as mais populosas e designadas como pólos aos demais municípios, que possuem ou não Centros Especializados em Reabilitação (CER). Para o atendimento, o serviço conta com um carro de apoio e uma equipe especializada formada por quatro técnicos ortopédicos, sendo um sapateiro; três auxiliares de órteses; um fisioterapeuta e três motoristas.

A oficina ortopédica itinerante terrestre está vinculada ao CRER, por já possuir oficina ortopédica fixa habilitada pelo Ministério da Saúde. O Centro de Reabilitação é reconhecido como Centro Especializado em Reabilitação nível 4 pelo Ministério da Saúde (CER IV) e atende os quatro tipos de deficiência: física, auditiva, visual e intelectual.

Segundo o gerente da oficina ortopédica do CRER, Alysson Alvin Campos, “a oficina ortopédica itinerante terrestre amplia o acesso e qualifica o atendimento às pessoas com deficiência no Sistema Único de Saúde (SUS) que necessitam de órteses e próteses com foco na organização da Rede de Atenção à Saúde. O serviço vai garantir a indicação de dispositivos assistivos, bem adaptados, adequados ao ambiente físico e social dos usuários, ampliando a integração e articulação dos serviços de reabilitação com a Rede de Cuidados À Pessoa com Deficiência no Estado de Goiás”, destaca.

Como ser beneficiado com o serviço:
1º: Procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência e realizar uma consulta com um médico da Unidade Básica de Saúde. Se houver indicação do médico, fisioterapeuta ou terapeuta ocupacional para utilização da órteses ou próteses, este paciente de posse do encaminhamento/prescrição, deverá procurar a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de seu município.

2º: De posse do encaminhamento/prescrição a pessoa deverá procurar a SMS para ser Regulado e Agendar avaliação com os profissionais da Oficina Ortopédica Itinerante Terrestre.

3º: Após procedimento autorizado pela SMS da sua cidade, você será informado sobre o dia, horário e local em que a Oficina Itinerante estará na região.

Fonte: Secretaria Estadual de Saúde


Compartilhar




 






















Parceiros




Filie-se


    Contatos


    E-MAIL: fgm@fgm-go.org.br
    TELEFONE: Geral (62) 3999-7450
    Rua 102 – nº 186 – no Setor Sul Goiânia – Go

    Fale Conosco


    Copyright © 2017-2019 - Todos os direitos reservados | FGM - Federação Goiana de Municípios