Página Inicial | Webmail | Acesso Restrito | Fale Conosco
Desenvolvido por: SIGEP - Sistema Integrado de Gestão Pública


Nossa FORÇA vem dos MUNICÍPIOS



Diretoria da CNM se reúne pela primeira vez após assumir gestão

Publicado em 18/jul/2018


União. Essa foi a expressão mais utilizada pelos novos membros da diretoria da Confederação Nacional de Municípios (CNM) na primeira reunião do grupo após assumir a gestão na XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Coordenados pelo presidente da CNM, Glademir Aroldi, os municipalistas debateram, na manhã desta terça-feira, 17 de julho, entre outros assuntos, as competências da diretoria da entidade.

Aroldi abriu a conversa destacando a preocupação, ainda nos primeiros dias de mandato, em cobrar e atuar junto aos poderes Executivo e Legislativo federais pelo avanço de matérias que foram destaques na Marcha. “O meu intuito neste primeiro momento foi não deixar que esfriasse o calor do governo, dos ministros e dos parlamentares da Marcha. Por isso, fui atrás, marquei reuniões e foi positivo, avançou”, contou o presidente da CNM.

O líder do movimento municipalista aproveitou a oportunidade para salientar as pautas que avançaram. Entre elas, o decreto que atualizou os valores das licitações; o decreto dos Restos a pagar (RAPs); e avanço para a criação do Comitê de Revisão da Dívida Previdenciária Municipal, que atuará na definição para as regras do Encontro de Contas da Previdência – uma pauta que há anos vem sendo cobrada pelo movimento municipalista.

Além disso, o presidente da CNM indicou as principais matérias que o movimento deverá atuar no segundo semestre. Aroldi explicou que, por conta das eleições gerais de 2018, a entidade deverá concentrar os esforços no andamento de propostas que dependem do Poder Judiciário. Entre elas, as liminares que travaram a questão da distribuição dos recursos de royalties e Imposto Sobre Serviço (ISS) para todos os Municípios; e a possibilidade de entidades de representação nacional proporem Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) e Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC).

Aroldi lembrou ainda que o atual cenário político prejudica a autonomia dos Municípios. Entretanto, segundo ele, é o momento de mostrar que só com a união do movimento municipalista pleitos importantes podem avançar. “A gente só vai avançar com a união do movimento. Agora, mais do que nunca, precisamos do apoio de todos vocês. Conto muito com o apoio de cada um de vocês”, destacou o presidente da CNM.

Diretoria CNM

Os representantes da diretoria da entidade – composta de conselho diretor, secretários, tesoureiros, conselho fiscal e conselheiros regionais – puderam destacar suas perspectivas sobre a nova direção e as expectativas para os próximos três anos. Em todas as falas foi ressaltado o trabalho do ex-presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, e parabenizado o trabalho que vem sendo executado pelo presidente Aroldi. O Presidente da FGM, Haroldo Naves, “Eu estou disponível e vou trabalhar para fortalecer os Municípios” destacou o presidente.

 

Fonte: CNM

 


Compartilhar




 






















Parceiros




Filie-se


    Contatos


    E-MAIL: fgm@fgm-go.org.br
    TELEFONE: Geral (62) 3999-7450
    Rua 102 – nº 186 – no Setor Sul Goiânia – Go

    Fale Conosco


    Copyright © 2017-2019 - Todos os direitos reservados | FGM - Federação Goiana de Municípios