Página Inicial | Webmail | Acesso Restrito | Fale Conosco
Desenvolvido por: SIGEP - Sistema Integrado de Gestão Pública


Nossa FORÇA vem dos MUNICÍPIOS



Goiás atinge meta geral, mas vacinação continua em municípios que não atingiram cobertura até 14 de setembro

Publicado em 04/set/2018


Apesar de Goiás atingir a meta geral de 95.1% de cobertura vacinal contra a poliomielite e sarampo, a campanha vai continuar até o próximo dia 14 em alguns municípios que não conseguiram o mesmo nível geral do Estado. É o caso de 59 cidades, para o pólio, e 65, para sarampo. “Alcançamos o patamar preconizado pelo Ministério da Saúde (MS), mas não de forma homogênea, o que demanda a necessidade de prolongar a campanha”, explica Clécia Vecci, gerente de imunização e rede de frio da Secretaria de Estado da Saúde. Dessa forma, a meta do Estado terá sido superada.

Com os dados publicados hoje, Goiás está em 7º lugar no ranking brasileiro de vacinação para pólio e em 9º lugar para sarampo. Para a pólio, a marca alcançada no Estado foi de 95,85%, com 349.493 mil doses aplicadas – a população prevista era de 364.626 pessoas, para as faixas etárias de maiores de 1 ano a menores de 5 anos. No caso do sarampo, o índice geral foi de 95%, com 346.385 doses, para uma população de 364.626 mil.

Ainda de acordo com Clécia Vecci, os municípios que não alcançaram a cobertura devem usar estratégias específicas para vacinar toda a demanda estipulada pelo MS. “É necessário fazer busca ativa de crianças em escolas e creches, e, se for o caso, ir de casa em casa, além de criar horários alternativos para realizar as imunizações”, avalia.

Secretário de Estado da Saúde de Goiás, Leonardo Vilela afirma que, mesmo com números de vacinação tão próximos do ideal, faz-se necessário estender a campanha, para manter as crianças seguras contra o sarampo e a pólio no Estado.

Sarampo

Até o dia 28 de agosto, foram confirmados 1.553 casos e 6.975 permanecem em investigação no Brasil. Dois surtos estão sendo combatidos no País, como no Estado do Amazonas (1.211 casos e 6.905 em investigação), e em Roraima (300 casos e 70 em investigação). Entre os registros confirmados em Roraima, nove foram atendidos no Brasil e estão sendo tratados. São pessoas que fugiram da fome na Venezuela.

O vírus que provoca os surtos no País é o mesmo que circula na Venezuela, país que enfrenta a doença desde 2017. Outros casos foram identificados em São Paulo (2), Rio de Janeiro (18); Rio Grande do Sul (16); Rondônia (2), Pernambuco (2) e Pará (2). Todos, envolvendo a importação do vírus da nação vizinha.

Até o momento, no Brasil, foram confirmados sete mortes por sarampo, das quais quatro em Roraima (três em estrangeiros e um em brasileiro) e três no Amazonas (todos brasileiros, sendo dois de Manaus e um do município de Autazes).

Fonte: SES


Compartilhar




 






















Parceiros




Filie-se


    Contatos


    E-MAIL: fgm@fgm-go.org.br
    TELEFONE: Geral (62) 3999-7450
    Rua 102 – nº 186 – no Setor Sul Goiânia – Go

    Fale Conosco


    Copyright © 2017-2019 - Todos os direitos reservados | FGM - Federação Goiana de Municípios