Página Inicial | Webmail | Acesso Restrito | Fale Conosco
Desenvolvido por: SIGEP - Sistema Integrado de Gestão Pública


Nossa FORÇA vem dos MUNICÍPIOS



Municipalistas manifestam urgência do julgamento dos royalties; participe

Publicado em 03/out/2018


Mais de 76 mil pessoas assinaram o abaixo-assinado promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) pelo julgamento dos royalties. Para ilustrar a quantidade de assinaturas, o movimento municipalista alinhado a entidade elaborou um mapa com o registro de todos os Municípios que participaram da ação.

Em Goiás já tivemos 1.488 assinaturas no total, número considerado baixo em relação a população do Estado de Goiás. No mapa de Goiás mostra que 105 Prefeitos responderam com sua assinatura, 02 Presidentes de Câmara  e apenas os Municípios de Americano do Brasil (198), Aparecida do Rio Doce (98), Campinorte (246), Maurilândia (265)  e a campeã Ipameri (570)  colheram assinatura de seus munícipes. Veja aqui.

O presidente Haroldo Naves, reforça o pedido da CNM, do qual é também um dos vice presidentes para chegarmos à 100 mil assinaturas a serem apresentadas no Supremo Tribunal Federal. Para Naves o movimento torna-se grande, quando engajamos na luta pelos nossos direitos.

Ainda dá tempo, prefeitos e prefeitas de Goiás, vamos aumentar nosso quantitativo, assine eletronicamente o manifesto e imprimam para colher assinaturas da população, ressaltando que o montante da receita perdida por cada município, encontra-se disponível no site do manifesto. Vamos juntos fazer nosso dever de casa e mudar a realidade de nossos municípios.

Acesse aqui para participar.

A CNM explica que o abaixo-assinado pretende alertar as autoridades para a situação que preocupa os gestores locais. São mais de 6 anos de espera para que o Supremo Tribunal Federal (STF) tome uma decisão definitiva na liminar que suspendeu a redistribuição dos recursos arrecadados com a exploração de petróleo.

Pelos cálculos da CNM, os Municípios já deixaram de arrecadar mais de R$ 19 bilhões pelo Fundo Especial do Petróleo (FEP). Os Entes municipais podem conferir de forma personalizada quanto deixou de receber aqui.

A medida da CNM espera resolver de vez essa questão, tendo em vista a atual recuperação das receitas de royalties, com o intuito de corrigir uma injustiça fiscal que se arrasta há anos, agravando a crise dos Municípios, já tão prejudicados pelas discrepâncias dos repasses da União.

Fonte: FGM com dados CNM


Compartilhar




 






















Parceiros




Filie-se


    Contatos


    E-MAIL: fgm@fgm-go.org.br
    TELEFONE: Geral (62) 3999-7450
    Rua 102 – nº 186 – no Setor Sul Goiânia – Go

    Fale Conosco


    Copyright © 2017-2019 - Todos os direitos reservados | FGM - Federação Goiana de Municípios