Página Inicial | Webmail | Acesso Restrito | Fale Conosco
Desenvolvido por: SIGEP - Sistema Integrado de Gestão Pública


Nossa FORÇA vem dos MUNICÍPIOS



Projeto propõem redução de impostos sobre os combustíveis comprados pelas prefeituras

Publicado em 14/nov/2018


Reduzir as alíquotas da Cide-Combustíveis e da contribuição para PIS/Cofins incidente sobre a venda de combustíveis para prefeituras é o que propõe o Projeto de Lei 10738/2018. O texto, do deputado Lincoln Portela (PR-MG), tramita em caráter conclusivo na Câmara dos Deputados e deve alterar as leis 9.718/1998 e 10.336/2001.

Pela proposta, as alíquotas serão reduzidas à metade no caso de gasolina, diesel; querosene de aviação, óleos combustíveis, gás liquefeito de petróleo (inclusive os derivados de gás natural e de nafta), e álcool etílico combustível. No caso das cidades com até 50 mil habitantes, as alíquotas serão zeradas, assegurando isenção dos tributos.

“É notória a gravidade das finanças públicas dos Municípios”, diz o autor da proposta. “Um dos maiores gastos das prefeituras, além de pessoal e energia elétrica, é com combustíveis, e os sucessivos aumentos desses insumos prejudicam o cumprimento da função social dos municípios”, continua Lincoln Portela.

A FGM em conjunto com a CNM ressalta que uma das maiores despesas dos Municípios é com a frota de veículos e com o combustível. Afinal, todas as prefeituras mantêm serviços essenciais que utilizam as viaturas oficiais e que precisam estar ativas. São vários os exemplos, como transportar pacientes para atendimento médico fora do Município, serviços administrativos; transporte de alunos; entre outros. Conforme pesquisa elaborada pelas entidades municipalistas em agosto de 2018, a previsão de gastos com o diesel para este ano é 18,41% maior do que o valor gasto em 2017, saindo de R$ 1,535 bilhão pra R$ 1,818 bilhão. Para a gasolina, o gasto pode chegar a R$ 134 milhões.

Os tributos federais representam 16% da composição do preço do combustível ao consumidor. Os constantes aumentos afetam diretamente as prefeituras. Apesar do projeto prever redução da Cide, uma contribuição que também é recebida pelos Municípios, o que ficaria elas por elas, a redução do PIS/PASEP e Cofins é extremamente significativa para os Municípios.

Tramitação

A medida ainda precisa ser analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Minas e Energia; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

 

Fonte: FGM com a colaboração da CNM


Compartilhar




 






















Parceiros




Filie-se


    Contatos


    E-MAIL: fgm@fgm-go.org.br
    TELEFONE: Geral (62) 3999-7450
    Rua 102 – nº 186 – no Setor Sul Goiânia – Go

    Fale Conosco


    Copyright © 2017-2019 - Todos os direitos reservados | FGM - Federação Goiana de Municípios