Página Inicial | Webmail | Acesso Restrito | Fale Conosco
Desenvolvido por: SIGEP - Sistema Integrado de Gestão Pública


Nossa FORÇA vem dos MUNICÍPIOS



Governo Federal amplia programa de saúde com apoio psicológico para atender profissionais da linha de frente contra a Covid 19

Publicado em 14/set/2020


O Ministério da Saúde ampliará a oferta do projeto TelePSI, que presta serviços de teleconsulta psicológica e psiquiátrica, para os profissionais que atuam em serviços considerados essenciais, entre eles, profissionais da educação e segurança, bombeiros, motoristas, cobradores e profissionais da limpeza pública. Inicialmente, o projeto foi direcionado aos profissionais de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) que estão na linha de frente no combate à Covid-19 em todo o país.

O programa já realizou 718 atendimentos e mantém o acompanhamento a 415 participantes que seguem em acompanhamento. Os estados que mais registraram atendimento foram São Paulo (17,9%), seguido de Minas Gerais (16,8%) e Bahia (8,3%). Do total de profissionais de saúde atendidos até o momento, a maioria é da área de enfermagem (48,4%). Os dados revelam, ainda, que 58% apresentam sintomas de ansiedade grave, 20%, sintomas de irritabilidade grave e 12%, sintomas depressivos graves. Além disso, 38,2% são profissionais que trabalham na Atenção Primária à Saúde e 25,3%, em hospitais com área dedicada à Covid-19.

O projeto TelePSI, desenvolvido pelo Ministério da Saúde e pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), presta serviços de teleconsulta psicológica e psiquiátrica por meio de uma central de atendimento que funciona de segunda a sexta-feira, de 8h às 20h, pelo 0800 644 6543 (opção 4). A plataforma virtual do TelePSI também estará disponível, até setembro, embora a ampliação do período possa ser viabilizada a depender da procura do serviço.

Presidente da FGM, Prefeito de Porteirão, Cunha, destaca que ação do Ministério é fundamental, “Essa abrangência para novos profissionais que estão na linha de frente é muito importante, pois isso auxilia estes profissionais na dia a dia de convívio com a doença”

Como Funciona

Após o primeiro contato com a central do TelePSI, o participante recebe um formulário digital. Depois, ele é incluído em estratégias de prevenção ou tratamento psicoterápico breve (telepsicoeducação, telepsicoterapia cognitivo-comportamental ou telepsicoterapia interpessoal) e poderá seguir em acompanhamento, caso seja avaliado como necessário, com até quatro sessões em formato de videochamada. Pelo site, é possível preencher o formulário para se inscrever. Uma vez inscrito, o interessado será chamado para inclusão na estratégia mais adequada ao seu caso.

O projeto do TelePSI também conta com uma plataforma com vários materiais sobre telepsicoterapia e telepsicoeducação produzidos. Oferece um programa completo de formação em teleintervenções durante a pandemia, com manuais especializados, vídeos de treinamento e provas de certificação. No total, 548 profissionais já foram certificados, qualificando terapeutas para atendimento remoto na pandemia baseado em evidências científicas.

Fonte: FGM com dados MS.


Compartilhar




 






















Parceiros




Filie-se


Contatos


E-MAIL: fgm@fgm-go.org.br
TELEFONE: Geral (62) 3999-7450
Rua 102 – nº 186 – no Setor Sul Goiânia – Go

Fale Conosco


Copyright © 2017-2019 - Todos os direitos reservados | FGM - Federação Goiana de Municípios